Banner
DiviNews Minas Gerais Geral As cinco melhores empresas para se trabalhar em Minas Gerais em 2009
Ter, 06 de Outubro de 2009 14:11

As cinco melhores empresas para se trabalhar em Minas Gerais em 2009

DiviNews
Das 150 melhores empresas para se trabalhar no Brasil, Minas Gerais tem somente 5. Mesmo sendo a segunda economia do país, atrás apenas de São Paulo, e à frente do Rio de Janeiro

Minas Gerais aparece em 6º lugar, na sua frente estão os estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Paraná e Santa Catarina. Mina, nesta análise, está muito próxima dos estados do nordeste.
 
A Revista Exame afirma em sua matéria, como parâmetro de análise, a felicidade das pessoas. Porque as pessoas nessas empresas são mais felizes.
 
  • Elas pagam melhor
  • Treinam mais
  • Valorizam a equipe
  • E são mais rentáveis
 
As empresas mineiras que fazem parte deste time, onde estão e o que oferecem, fora o pacote normal de benefícios propícios às empresas de visão.
 
ALGAR TELECOM (telefonia)
Uberlândia – 1388 funcionários
Massagem e cinema na hora do almoço para todos os funcionários. Além de exame de saliva para avaliar o nível de estresse.
Diferenciais: Plano de participação nos resultados – Universidade corporativa interna UniAlgar.
 
CASE NEW HOLLAND (tratores)
Contagem – 2916 funcionários
Diferenciais: Bolsa de estudo para pós graduação e MBA, além de cursos de idiomas – Previdência e stock option para a alta liderença
 
LEOCOTRON TELECOM (fabricante telefonia)
Santa Rita do Sapucaí – 163 funcionários
Diferenciais: Bolsa para todos os funcionários que desejam estudar - Em estudo criação de plano de previdência privada
 
SÃO MARCOS (fabricante de fios)
Três Corações – 319 funcionários
Diferenciais: Plano de saúde e odontológico integral – alimentação gratuita no local de trabalho – Cesta básica com 33 quilos para funcionários que recebem até R$ 2.040 reais – Aulas gratuitas de informática
 
U&M (Mineração e Construção)
Matias Barbosa  - 1045 funcionários
Diferenciais: Possibilidade de carreira internacional – utilização de ar condicionado em todos os veículos existentes nas obras e em todos os alojamentos - Escola de alfabetização gratuita – Paga 50% dos cursos de graduação e especialização.
 
A existência de poucas empresas de Minas Gerais neste ranking demonstra a falta de uma política de RH.  
 
A maioria das empresas mineiras de médio porte não possui departamento de recursos humanos, quando muito, o antigo Departamento de pessoal, uma antiga e retrograda seção “dedo-duro” de fiscalização de batimento de ponto, descontos na folha de pagamento, um setor negativo, que impõe medo. Não possuem plano de carreira e incentivo profissional. Isto reflete diretamente na baixa produtividade e o péssimo ambiente de trabalho.  
 
As empresas que se profissionalizaram, cresceram, e podem ser vistas a olho nú. Em Divinópolis são poucas, é verdade, mas existem, e este número está aumentando. Os empresários já perceberam que no mundo globalizado, distante somente a um clique do mouse, não há lugar para amadores.
 
A política é aquela antiga, que muitos empresários, principalmente os mineiros, teimam em não implementar, a do ganha-ganha. Alguns estão mais preocupados com o aumento do valor da comissão do vendedor, que vendeu mais e conseqüentemente vai ganhar mais, do que com o aumento do faturamento da sua empresa, numa visão míope e mesquinha.  
 
São empresários que pensam que investimento em treinamento e bem estar dos seus funcionários, quer seja externo ou interno, é besteira, bobagem, dinheiro jogado fora. Isto está acabando.
 
A crise existe sim, para os que não têm competências de criar, mudar quando necessário, quebrar paradigmas. Sair da mesmice.
 
Em vários setores em Divinópolis temos presenciado isto, até no setor confeccionista, que nasceu no amadorismo e que durante muitos anos tem resistido às mudanças. De forma silenciosa, no velho estilo mineiro de ser, calado, sem fazer alarde, empresas começaram a se preocupar com o bem estar dos seus colaboradores. O fazem não porque são bonzinhos, e sim porque o resultado deste pensamento socialmente correto é convertido em lucros.
 
São empresas que estão deixando de ser, na sua essência, familiar para ter uma gestão profissional, mesmo com alguns membros da família fazendo parte desta gestão.. O que podemos classificar como gestão mista, a profissional sem a perda dos valores familiares.
 
Fonte: Revista Você S/A - Revista Exame


Imprimir E-mail PDF
Comente esta notícia
Busca RSS
Jose   |2014-01-29 01:13:24
Kd a Fiat
Plr de Seiis mil,
Material escolar p criancas
Abono 2000 mil
Clube
Conducao
Oport. De crescimento
Sorteio de veiculo
Desconto na compra de veiculo
Cursos internos etccccc
Marcos   |2013-03-17 11:40:51
:roll: Infelizmente tem muitos empresários dizendo que alí na empresa são uma família,mas na realidade a família fica meio que abandonada.o funcionário como o filho nessecita de estímolus positivos,motivação!
O melhor investimento de um pai é com a educação do filho,porquê não seria também satisfatório o retorno para ambos,patrão e colaborador! :wink:
Edson Finoti Gregorio  - As 50 melhores empresas do Estado (...) para você   |2012-12-28 14:19:03
Gostaria que vocês elaborem o critério para médias empresas, como a estipulada para as grandes. O título poderia ser : As 50 melhores empresas para você trbalhar em seu Estado.
Anônimo   |2012-10-29 09:33:02
Como, e triste ser brasileiro.Trabalhei por sete anos na RESIL(regimeme escravo)á tudo bem tinha participação de lucros bolsa pr facul25% a empr pagava ai, a MAGNA SEATING chegou .Naõ vai haver demição blablablablab.Resulmindo estou na rua da amargura,
Robson  - A hipocrisia patriótica   |2012-07-13 15:59:49
Vivemos uma hipocrisia declarada no Brasil, estes ranking são somente para especular que existe uma melhor que a outra. No entando nosso país é campeão na desigualdade de renda mensal. Eu acho que o gari deve receber tanto quanto que o político ou mais, uma vez que o gari limpa muitos políticos sujam, para se aceitar salários acima de dez mil no brazil é vergonha e falta de senso social.
Sabrina   |2011-11-14 14:47:39
As empresas se esquecem de que a imagem de uma empresa não é apenas formada pelo produto que oferece ou pelo serviço prestado, mas também pela satisfação de seus funcionários. A desvalorização do funcionário, tem feito com que ele perca a vontade de dar o seu melhor no trabalho, afinal que motivação ele está tendo para isso?...
Luiz  - Avaliaçao Empresas   |2011-10-04 12:33:57
Veja é de 2009, mas continua atual!
Ciro  - pintou decepção   |2010-09-29 11:14:55
escuto de meus superiores onde trabalho sempre que "somos uma das melhores" no entanto visitei o site e não me encontrei nem entre as "150"
Rangel Juliano de Oliveira  - Melhores empresas de Minas Gerais   |2010-04-02 10:50:04
Na minha opinião apesar de Minas Gerais ser á 2° economia do Brasil, as empresas mineiras não estão tratando seus colaboradores com o devido respeito merecido.
Se estamos em destaque na Economia, as empresas deveriam incentivar mais seus colaboradores para que ainda tivessemos um melhor resultado.
Luiz   |2009-10-05 17:47:23
Se todo empresário valorizasse seu funcionário, o maior valorizado seria o próprio empresário, pois encontrar agulha no palheiro é mais fácil do que conseguir emprego nestas empresas onde o funcionário é realmente valorizado.
Escrever um comentário
Nome:
E-mail:
 
Website:
Título: